Em colaboração com a Associação Alemã da Indústria Automóvel, a Ford estabeleceu uma parceria com fornecedores de infraestruturas e empresas tecnológicas, incluindo a Bosch, para demonstrar o potencial de um veículo conectado ao comunicar com a infraestrutura de um parque de estacionamento. Isto, não só para encontrar um lugar, mas também para ali estacionar. O Valet de Estacionamento Automatizado permite aos condutores utilizar uma app para direcionar o veículo para uma manobra de estacionamento automatizada, num processo feito do lado de fora do veículo.

Ford Estacionamento Automático

A tecnologia, atualmente em fase de investigação e demonstração, elimina o stress inerente ao estacionamento e pode ser ampliada de modo a permitir que os condutores direcionem o veículo para uma estação de lavagem de viaturas, um posto de carregamento ou até mesmo receber encomendas no veículo no parque de estacionamento. A Ford irá demonstrar o sistema Valet de Estacionamento Automatizado no IAA de Munique, que decorre de 6 a 12 de setembro.

Na Europa, um lugar de estacionamento normalizado mede 2,44 por 4,88 metros. Mas enquanto os veículos se têm tornado cada vez maiores ao longo dos anos, a dimensão de muitos dos lugares de estacionamento têm permanecido inalterados. O Valet de Estacionamento Automatizado poderá aumentar a capacidade do número de veículos a estacionar num parque de estacionamento em mais de 20 por cento, sem referir a diminuição dos danos que resultam habitualmente da proximidade entre os veículos e dos ocupantes ao abrirem as portas de encontro a outros veículos.

Como funciona

Com o Valet de Estacionamento Automático, a tecnologia de sensores do parque de estacionamento assume o controlo do veículo e gere todo o tráfego dentro da área de estacionamento. Isto é feito através da comunicação entre os veículos e as infraestruturas.

Os sensores do parque de estacionamento reconhecem e localizam o veículo, passando a orientar a sua manobra de estacionamento. Se a infraestrutura pressentir algo no caminho do veículo – um peão, um veículo ou uma potencial situação de perigo – o veículo é imediatamente imobilizado. Ao chegar ao parque de estacionamento, o condutor deixa o veículo numa área determinada e utiliza a app FordPass para iniciar a orientação automatizada para um lugar de estacionamento disponível.

Uma vez estacionado, o carro também pode tornar-se num ponto de entrega pessoal de uma encomenda, podendo as empresas de entregas aceder ao veículo para deixarem encomendas na bagageira. No futuro, poderão ser desenvolvidos mais serviços conectados que permitam oferecer maior comodidade e outros benefícios ao cliente.

Os condutores utilizam a app FordPass para solicitar a devolução do veículo à área designada, acelerando a experiência de recolha e permitindo ao condutor e passageiros entrar confortavelmente no veículo. Isto poupa não só as por vezes longas caminhadas pelos grandes parques de estacionamento ou mesmo a eventual dificuldade para encontrar o veículo.

A solução pode ser implementada através da instalação de sensores nos parques de estacionamento já existentes ou em infraestruturas que estejam planeadas ou em construção, permitindo um design otimizado para maximizar a capacidade dos novos parques de estacionamento.

O sistema seria aplicável a veículos já em circulação equipados com transmissão automática, Controlo Eletrónico de Estabilidade, travão de estacionamento elétrico e direção assistida. Tudo o que estes veículos necessitam adicionalmente é a integração de uma unidade de comunicação inteligente para o Valet de Estacionamento Automatizado.

Este processo segue-se ao anúncio da Ford, do passado dia 4 de agosto, da abertura do Detroit Smart Parking Lab (DSPL) no próximo mês, uma instalação única que proporciona um ambiente físico para testar tecnologias avançadas de estacionamento, logística e carregamento de veículos elétricos. Estará aberto para colaboração com outras entidades pioneiras nestas áreas de modo a simular cenários de mundo real.